Sushi – O sabor do Japão

Todo mundo hoje sabe o que é sushi, já provou ou tem amigos que são apaixonados por essa iguaria. Em quase todas as cidades, no meio das inúmeras opções de restaurantes e lanchonetes, sempre tem um que vai te servir essa delícia japonesa.

Mas você sabia que o sushi que conhecemos não foi sempre assim?

Pois é, a história do sushi remonta ao século IV a.C. lá pelo lado do sudeste asiático, e no seu início ele tinha uma cara bem diferente, e criado quase como um acidente. Vem comigo!

Sushi - O sabor do Japão

ORIGEM DO SUSHI

Como bem sabemos, uma boa parte da culinária de muitos dos países asiáticos vem do mar, de onde tiram peixes, algas e outros frutos do mar, enquanto que também tem como parte fundamental de sua alimentação o arroz, que era uma das poucas culturas que podiam dispor, pois consegue ter uma alta produção em áreas pequenas, o que combinava e combina bastante com a realidade de muitos países asiáticos que estão localizados em lugares com uma terra montanhosa onde se é difícil plantar, tendo poucas áreas disponíveis para a agricultura.

E por causa disso, em meados do século IV a.C. no sudeste asiático, em países como a Malásia, Tailândia e etc. para que pudessem conservar os peixes, eles criaram a técnica de armazenar os peixes entre camadas de arroz cozido, o que o mantinha em boa qualidade por mais tempo por conta do ácido láctico e acético que o cereal libera, e posteriormente foi descoberto que se adicionado vinagre no arroz ele então fermenta conservando por ainda mais tempo a carne.

Esse método de armazenamento conseguia fazer a carne durar de 1 a 3 anos em qualidade pra consumo, entretanto, o arroz não podia ser mais usado e era completamente descartado. Mas com o passar dos anos, e o aumento do preço do arroz, essa técnica teve que ser descartada.

Após algum tempo está técnica chegou ao Japão, e foi modificada, mudando apenas que eram colocadas pedras para prensar o arroz e o peixe. Mas por causa, novamente, do encarecimento do arroz, esse método foi abandonado, e uma outra ideia foi criada, por aquele que pode ser considerado o primeiro sushiman: Hanaya Yohei.

Hanaya Yohei não foi o primeiro a produzir sushi, antes dele havia se criado tipos distintos como o de Osaka o Oshizushi e o Hayazushi, mas foi com Yohei que foi popularizado, criando o Nigirizushi, que é um bolinho de arroz com um pedaço de peixe cru por cima.

PREPARANDO O SEU

Existem vários tipos de sushi, com nomes variados e modos de preparo e sabores diferentes, e os dois mais conhecidos e que se destacam pelo mundo afora, são o sushi e o sashimi e você pode preparar o seu:

Sushi - O sabor do Japão

Primeiramente no sushi, precisa ter o arroz japonês – Gohan, e não é o filho do Goku tá? – vinagre de arroz ou branco, sal, açúcar e folhas de alga. Depois que preparar bem o seu arroz, você irá espalhar bem o arroz pela alga, e começar a rechear com o sabor a sua escolha e então enrolar cuidadosamente, cortar e aproveitar acompanhado de um bom shoyu.

Enquanto que o sashimi é ainda mais fácil, pois é apenas fatias cuidadosamente cortadas de salmão, uma boa dica para “preparar” é antes de cortar, verificar se o peixe está completamente sem espinhas, e também passar a lâmina da faca em uma banda de limão para evitar que a carne cole na lâmina, depois é só separar um pouco de shoyu e desfrutar!

POPULARIDADE DO SUSHI

Sushi - O sabor do Japão

O sushi se popularizou rapidamente em Tóquio, seu modo rápido e fácil de preparo, favorecia os estabelecimentos que o vendiam, sendo uma espécie de fast-food de sushi, que combinava bem a com a vida agitada das cidades grandes que é onde essas iguarias podiam ser encontradas.

Mas então em 1923 isso mudou, pois após a cidade de Tóquio sofrer com um terremoto muitas pessoas perderam casas e espaços, e se espalharam pelo país, não sendo diferente para os donos de quiosques, que ao abandonarem a cidade, acabaram por disseminar a arte do sushi pelo país inteiro o popularizando.

E então no século XX graças a globalização, o sushi ganhou o mundo.

CONCLUSÃO

Ao ganhar o globo, foram criadas muitas outras versões do sushi, sendo uma criação de cada país, que colocava um pouco de si neste delicioso prato, mas ainda assim a origem nipônica é fortemente presente e não perde a sua identidade. Algo que surgiu sem qualquer pretensão, acabou se tornando um dos maiores símbolos da terra do sol nascente em terras estrangeiras. Quem diria que peixe cru podia ser tão bom, não é?

Deixe um comentário